Grupo Desportivo e Cultural de Castelo de Paiva

Paixão! Arrôjo! Dedicação! O prazer de ser diferente...

Esquadrão Amarelo vence 4ª etapa da Taça de Portugal

terça-feira, 22 de maio de 2018




A corrida em montanha tem a si associada uma característica que lhe confere predicados vários, o mais evidente é o correr-se na natureza, privilegiando-se os trilhos em terra e que os obstáculos possam ser vencidos em corrida contínua.

A quarta jornada da Taça de Portugal que a Federação Portuguesa de Atletismo e a Associação de Atletismo do Porto oficializaram para a vila de Rio de Moinhos no município de Penafiel não mereceu o cuidado que é exigível a entidades com responsabilidades como são as FPA/AAP, com distâncias mal aferidas e excessiva calçada, salvando-se um pequeno trilho.

O esquadrão amarelo apresentou-se em Rio de Moinhos para fazer uma corrida em montanha com distância de 10000 metros e pese ter logo constatado que tinha pouco de montanha e que a distância nem aos 8000 metros chegava, ajustou a metodologia na, conseguida, tentativa de evitar percalços competitivos.

A vitória colectiva nesta jornada, mesmo levando em linha de conta a má vontade da FPA que nos privou já de 21 pontos, deu-nos mais sete pontos de vantagem fazendo com que cheguemos à última jornada com uma pequena vantagem pontual.



4ª Jornada Taça Portugal Corrida Montanha (Rio Moinhos) Resultados Completos
Juniores Femininos
2ª Júlia Magina
Seniores Femininos
2ª Amélia Vieira 5ª Susana Oliveira 7ª Sandra Teixeira 9ª Sara Cunha
Seniores Masculinos
3º José Vieira 4º Vítor Barbosa 11º Mário Pinto 13º Luís Santos
15º Diogo Teixeira 18º Pedro Vieira
Veteranos Masculinos
2º Joaquim Barbosa 6º Nicolau Santos 8º Nuno Silva 10º Rui Rodrigues
15º Fernando Ramos 17º Paulo Paiva




Foto: GDCCP
Ler Mais

XXXII Jogos Desportivos | Caminhada Corrida de S.Brás

sexta-feira, 11 de maio de 2018

A corrida de S. Brás associada aos jogos desportivos são um casamento de amor




Todos os anos no primeiro sábado de Maio as gentes de S.Martinho de Sardoura, associavam ao culto religioso a S. Brás uma corrida de atletismo, esta forma durou anos e anos vindo a terminar, creio em 2001, talvez por ser repetitiva sem pontos de emoção, ou, ainda, por não acompanhar a evolução que o atletismo vivia em Castelo de Paiva.

Em 2017 e acompanhando a aproximação que a junta de freguesia liderada por Agostinho Monteiro, fez ao Grupo Desportivo e Cultural de Castelo de Paiva, abriu-se a oportunidade de o S. Brás voltar a ter a "sua" tarde desportiva.

Agora, 2018, e por respeito à história, também porque Grupo Desportivo, ADCCJClark, Gabinete de desporto da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, desejam desenvolver a actividade, tendo-se pressentido um grande entusiasmo quer da junta de freguesia, agora liderada por Francisco Silva, quer da comissão de festas de S. Brás, voltou o S. Brás a ter atletismo, voltaram os pedestrianistas a percorrer as ruas, os lugares da freguesia integrados na primeira manifestação desportiva dos XXXII Jogos Desportivos de Castelo de Paiva.

Esta II edição da era moderna da caminhada corrida de S. Brás, mostrou que é possível consolidar esta iniciativa, a experiência dos dois clubes de Castelo de Paiva, ADCCJClark e Grupo Desportivo, fazem/ farão com que aquilo que faltou no passado sobeje no presente e garanta o futuro.

Esta edição, mesmo tendo coincidido com uma jornada da taça de Portugal e que por tal retirou algumas dezenas de participantes, desenvolveu-se de forma soberba o que originou agrado quase unânime a que estará associado a beleza da região e o bom tempo que se fez sentir.

S.Martinho, acudiu às imediações da sua Igreja Matriz, onde estavam instalados os serviços de apoio assim como a meta e partidas e não regateou apoio aos participantes sendo ainda generosos nas manifestações de apoio aos organizadores, estes que passaram pelo evento sem mácula.

Esta envolvência contagiou os competidores que desde os bambis aos veteranos se entregaram à competição de forma alegre, colorida, leal.

Numa manifestação como esta em que todos deram o seu melhor o sentido ético obriga a que não se faça relevância individual mesmo levando em linha de conta os vencedores da prova rainha, Tozé Castro e Adélia Tavares, porque reitere-se quem venceu foi a corrida de S. Brás, foram os jogos desportivos, foram os organizadores, foram os voluntários que garantiram o normal decorrer das provas, foi todo um colectivo a merecer todos os elogios que lhes foram endossados.

Quando a 25 de Abril nas cerimónias de abertura o Sr Presidente da Câmara Municipal, Gonçalo Rocha declarou abertos os jogos 2018, de certeza que se tivesse podido ter estado em S.Martinho teria declarado - Vivam os Jogos -


Resultados Completos em: http://jogosdesportivos.epizy.com/

Foto: ADCCJ Clark
Ler Mais

Vitor Barbosa o Sr. da Srª da Graça

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Amélia Vieira, segunda sénior 
Júlia Magina, vence em juniores 
Grupo Desportivo e Penafiel com igualdade pontual nesta 3ª ronda





Mondim de Basto, acolheu a 3ª jornada da 15ª taça de Portugal de corrida em montanha. 

Monte Farinha com o Santuário da Srª da Graça no cume, celebrizado pelas chegadas do ciclismo tornou-se, também, ícone para os especialistas de corrida em montanha, só que estes evitam o asfalto percorrendo a distância por carreiros, trilhos balizados, alguns em estado selvagem isto é sem preparação. 
Quando do coração da vila de Mondim, se corre o olhar através do Monte, sensações várias invadem a mente projectando sobre o organismo descargas de energia diversas que depois, no seguimento da corrida irá influenciar o desempenho, e não se tente fazer comparações com anos anteriores, pois, cada subida torna-se única, não é repetivel.

Os elementos do esquadrão amarelo, senhores experimentados destas condições, elaboraram, com as condicionantes narradas, a estratégia que neste caso específico aponta para a generosidade competitiva e solidariedade entre os seus elementos.

Partida dada Vitor Barbosa um dos corredores de montanha com melhor currículo de montanha de Portugal e da Europa pôs o pelotão a andar ao seu ritmo originando às primeiras passadas a selecção de valores.

No género feminino Amélia Vieira ia empenhada em não falhar o pódio tendo um pouco mais atrás Sandra Teixeira e Susana Oliveira, estas atletas Mulheres Mães são um exemplo de tenacidade, entretanto Júlia Magina a atleta junior, campeã de Aveiro que havia saído para competição trinta minutos antes cortava a meta em primeiro lugar preparando-se para recebê-las com a alegria de vitória.

Somos assim, nascemos de famílias diversas, temos personalidade própria, mas aqui, seguimos o mesmo caminho todos temos a chave de casa, assim construimos este colectivo, assim, com propriedade podemos bradar até ao infinito; somos GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL DE CASTELO DE PAIVA, seguimos este lema: PAIXÃO! ARROJO! DEDICAÇÃO! O PRAZER DE SER-SE DIFERENTE!


3ª Jornada Taça Portugal Corrida Montanha - Mondim de Basto Resultados Completos
Juniores Femininas
1ª Júlia Magina
Seniores Femininas
2ª Amélia Vieira 5ª Susana Oliveira 6ª Sandra Teixeira
Seniores Masculinos
1º Vítor Barbosa 10º José Vieira 11º Mário Pinto 13º Luís Santos
16º Pedro Vieira
Veteranos Masculinos
3º Joaquim Barbosa 6º Nicolau Santos 9º Nuno Silva


Foto: GDCCP
Ler Mais

Amélia Vieira e Vítor Barbosa campeões absolutos de Aveiro

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Júlia Magina campeã junior
José Vieira campeão sub23
Esquadrão amarelo faz décimo quarto título em masculinos e o quarto em femininos





Esquadrão amarelo avançou para a vila da Branca, com quase toda a sua "artilharia pesada" para aí disputar, num só evento três competições, Taça de Portugal, Campeonato Distrital e Grande Prémio da Jobra.

Estas disputas em solo do distrito de Aveiro, são, para o maior embaixador desportivo de Castelo de Paiva, Grupo Desportivo, da maior importância por razões várias, relevando-se a desportiva e esta de facto determina que ano após ano surjamos determinados a nova conquista.

Ganhamos tudo!

Vencemos a jornada da taça, conquistamos o título distrital  e fomos primeiros no grande prémio.

Esta marca indelével, na corrida em montanha, que registamos em 2004, mantém-se, são outros os protagonistas, o que afirma este projecto desportivo, próprio, do Grupo Desportivo.

No esplendor da montanha, na transposição das dificuldades, os de amarelo fazem/fizeram a diferença, Artur Vieira nos juniores (viria a não ver homologado o seu título por interpretação incorrecta dos regulamentos por parte de quem tem obrigação de defender o direito desportivo FPA/AAA), Júlia Magina, Amélia Vieira, Susana Oliveira, Sandra Teixeira, Vítor Barbosa, José Vieira, Pedro Carvalho, etc etc, até os nossos meninos Luís Vieira, Gabriel Soares, Cristiano Vieira e Francisco Vieira, mostraram estar já imbuídos da paixão à camisola, camisola que nos aquece em dias frios, nos arrefece em dias de canícula.

No rescaldo desta tripla jornada, contabilizados os títulos individuais e colectivos, auguramos um 2018 de muita superação.

Campeonato Distrital Corrida Montanha (Branca) Resultados Completos
Juniores Femininas
1ª Julia Magina
Seniores Femininos
1ª Amélia Vieira 2ª Susana Oliveira 3ª Sandra Teixeira
Seniores Masculinos
1º Vítor Barbosa 3º José Vieira - Campeão Sub23 5º Pedro Carvalho 6º Mário Pinto
8º Luís Santos 9º Bruno Vieira 22º Pedro Vieira - 3ºSub23
Veteranos Masculinos
2º Joaquim Barbosa 4º Nicolau Santos 7º Carlos Silva 8º Nuno Silva
9º Manuel Sousa 22º Paulo Paiva 23º Fernando Ramos
Colectivo Seniores Femininos
1º GDCCP
Colectivo Seniores Masculinos
1º GDCCP
Colectivo Veteranos Masculinos
2º GDCCP

Amélia Vieira campeã absoluta
Equipa senior feminina campeã
Vítor Barbosa campeão absoluto
Equipa senior masculina campeã



Fotos: GDCCP
Ler Mais

José Vieira no top 10 em prova ganha por Rui Teixeira do Sporting

terça-feira, 3 de abril de 2018

Grupo Desportivo faz quinto lugar entre 43 equipas



Em Sábado de Páscoa, levamos o nosso símbolo, camisola, até S.Salvador do Campo no município de Santo Tirso.

Santo Tirso tem sido um município muito sensível aos valores do desporto, não conhecemos as politicas municipais gizadas, estando, contudo, em crer que existam boas práticas entre a edilidade e as colectividades.

Seis foram os atletas do esquadrão amarelo neste 20º Grande Prémio da Páscoa, Sérgio Azevedo, José Vieira, Ricardo Madeira, Diogo Teixeira, Luís Vieira e Artur Vieira.

Diogo Teixeira, recém chegado da República Centro Africana, aonde esteve integrado no corpo de comando, em missão de paz, apresentou condição física aceitável, Sérgio Azevedo que oito dias atrás havia vencido categoricamente em Castro Daire, não terminou a participação apresentando queixas musculares. Quanto aos restante tiveram prestações de bom nível sobressaindo o sétimo lugar sénior de José Vieira e o décimo segundo de Ricardo Madeira em prova que teve como vencedor Rui Teixeira do Sporting Clube de Portugal, que há poucos dias atrás se sagrou em Monforte Campeão de Portugal na disciplina de corta-mato.



Grande Prémio Páscoa 2018 - S.Salvador do Campo Resultados Completos
Benjamins A Masculinos
5º Luís Vieira
Juvenis Masculinos
5º Artur Vieira
Seniores Masculinos
7º José Vieira 12º Ricardo Madeira 25º Diogo Teixeira
Colectivo
5º GDCCP




Foto: António Sousa
Ler Mais